terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Resenha - Misery

Título : Misery – Louca Obsessão
Autor: Stephen King
Páginas: 326
Ano: 2014
Editora : Suma das Letras
Onde Comprar: Amazon // Submarino // 
Pontuação:     
Sinopse: Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca. Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho.
A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.

Uma obra de prender o fôlego.


Como muitos perceberam meu primeiro contato com o autor não foi muito bom (Desespero), mas ai a Thami ( Eu Li ou Vou Ler) me deu de presente esta obra no amigo oculto do Nome Provisório o que me fez dar mais uma chance a este mestre do terror.
E obrigada Thami pelo presente e mimos maravilhosos e por não me deixar desistir desse cara, agora King tem mais uma fã número um.

Na obra temos Paul Sheldon escritor famoso por seus romances de época, tendo a série Misery como a mais famosa. Um belo dia saindo de um hotel comemorando o lançamento do último livro da série, tendo assim sua liberdade por se dar adeus a protagonista Misery Chastain e uma nova historia totalmente diferente em mãos, ele sofre um terrível acidente.
Quem o salva é a Annie Wilkes, uma ex-enfermeira que vive nas proximidades do local e é sua fã número um. Até ai tudo bem, pois ela passa a impressão de boa mulher, simpática, gentil e disposta a ajudar o seu escritor favorito. Paul com suas pernas quebradas fica incapaz de se locomover e por isso fica dopado boa parte do tempo, com isso o último livro da série de Misery é lançado.
E claro que Annie corre para a cidade comprar o exemplar dela, mas é ai que a historia toma um rumo completamente diferente e a vida de Paul mudará para sempre. Pois o desfecho desta série desagrada à fã e isso faz com que ela revele sua verdadeira personalidade, psicótica, louca, violenta, sádica. E ela vai se aproveitar da oportunidade de ter Paul em sua casa, para  obrigar a escrever um novo desfecho para sua amada série. Mantendo por tanto o seu escritor em cárcere privado, passando assim, por várias torturas psicológicas e físicas.  
Gente até eu fiquei com o psicológico abalado no decorrer da historia, pois é uma obra nua e crua, não se tem limites para a maldade das pessoas, King mostrou como um amor, uma admiração pode virar algo obsessivo, algo inescrupuloso, sem limites literalmente. E a forma como ele traz isso para nós leitores, é incrível.
Annie Wilkes entrou para a lista de vilões da minha vida, pois a forma como ela foi construída, passando papel inicialmente de uma boa senhora, e depois de um monstro capaz de fazer coisas absurdas, me ganhou. E o final minha gente, King literalmente sabe surpreender, pois você acha que não pode piorar, ele vai lá e esfrega na sua cara que estava muito engando.
Livro sem dúvidas RECOMENDADO!  
E ai, que autor (a) você manteria em cárcere privado? Eu sem dúvidas George R. R. Martin, pra ele terminar logo essa série e trazer meus Stars de volta, haha.

7 comentários:

  1. Ah Isa, fico super feliz que vc tenha gostado tanto do livro. Ele deixa a gente super tenso e curioso né. Fora a relação entre eles que vai mudando e a questão da escrita do livro tbm. Amo amo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thami, eu amei. Muito obrigada <3
      A relação deles é de deixar nós meio malucos e confusos.
      É incrível, como ele trabalha tão bem com isso.

      Excluir
  2. Olá, eu tenho tanta vontade de ler esse livro que você nem imagina, ainda mais vindo do mestre King, atualmente não tenho nenhum livro dele na estante para ler mas pretendo adquirir esse mesmo que tu resenhaste.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, guria comece por esse vai por mim, pois é capaz de desistir se ler outro e não gostar igual aconteceu comigo. Espero que goste, tanto quanto eu gostei.
      Beijos

      Excluir
  3. Uhuuuu não tem como não gostar desse Isa, sempre o indico para quem quer começar a ler King <3 já escolheu o próximo?

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Preciso ser mais contaminada pelo King. Misery está na minha lista e vou tentar ler em 2017. Mas antes vou de Mr Mercedes. :D
    Poxa, tadinho do tio Martin hahah
    Bjão

    ResponderExcluir

Facebook

Editoras Parceiras

Twitter

Instagram